Tecnologia

Em nossa constante busca pela qualidade, sempre tendo em mente a sustentabilidade do planeta e responsabilidade social, passamos a pesquisar e desenvolver materiais alternativos para uso na construção de casas populares com a utilização de resíduos da industria de mineração. 
Pesquisa e Desenvolvimento

Assim nasceu o Projeto Lama Vermelha, desenvolvido em parceria com a FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos do Governo Federal e a UFPA – Universidade Federal do Pará, tendo como objetivo desenvolver um material com propriedades fogo retardantes para aplicação em portas e janelas de residencias populares a partir da utilização de resíduos conhecidos como Lama Vermelha, resultantes da indústria de beneficiamento do alumínio, gerados a partir do refino da bauxita para produção de alumina através do processo Bayer.

Os painéis são reforçados com fibra de curauá, uma planta amazônica que produz fibras mais resistentes e cerca de dez vezes mais barata que a fibra de vidro, além de ser biodegradável e menos abrasiva aos equipamentos de processamento.


Desse histórico de competência e oportunidade surgiu um produto inovador, com qualidades de resistência e durabilidade muito superiores aos paineis tradicionalmente utilizados em portas e janelas e com o grande mérito de amenizar o passivo ambiental gerado pelas atividades de mineração.


O novo produto representa um grande avanço no nível de pioneirismo, tirando-nos de simples consumidores de tecnologia para colocarmo-nos como "players" no novo cenário global.

© 2017 por INPAR